Estrategias De Gerenciamento De Portfolio Baseado Em Opcoes




Estrategia como um portfolio de opcoes reais Quando os executivos criam estrategia, eles projetam a si mesmos e sua organizacao no futuro, criando um caminho de onde eles estao agora para onde eles querem estar alguns anos no caminho. Em mercados competitivos, no entanto, ninguem espera formular um plano detalhado de longo prazo e segui-lo sem pensar. Assim que comecarmos o caminho, comecamos a aprender sobre as condicoes de negocios, as acoes dos concorrentes, a qualidade de nossos preparativos e assim por diante e precisamos responder com flexibilidade ao que aprendemos. Infelizmente, a ferramenta financeira mais amplamente utilizada para estimar o valor da avaliacao de fluxo de caixa descontado (DCF) assinala que seguiremos um plano predeterminado, independentemente de como os eventos se desenrolam. Uma melhor abordagem da avaliacao incorporaria tanto a incerteza inerente ao negocio quanto a tomada de decisao ativa necessaria para que uma estrategia tenha exito. Ajudaria executivos pensar estrategicamente em seus pes, capturando o valor de fazer apenas thatof gestao ativamente, em vez de passivamente. As opcoes podem oferecer esse insight extra. Os avancos tanto no poder de computacao como na nossa compreensao do preco das opcoes nos ultimos 20 anos tornam possivel agora comecar a analisar estrategias de negocios como cadeias de opcoes reais. Como resultado, a atividade criativa de formulacao de estrategias pode ser informada, mais cedo ou mais tarde, por analises de avaliacao. Insight financeiro pode realmente contribuir para moldar a estrategia, ao inves de ser relegado para um exercicio apos a factura de verificar os numeros. Em termos financeiros, uma estrategia de negocios e muito mais como uma serie de opcoes do que uma serie de fluxos de caixa estaticos. Execucao de uma estrategia quase sempre envolve fazer uma sequencia de decisoes importantes. Algumas acoes sao tomadas imediatamente, enquanto outras sao deliberadamente adiadas, para que os gerentes possam otimizar conforme as circunstancias evoluem. A estrategia define o quadro no qual as futuras decisoes serao tomadas, mas ao mesmo tempo deixa espaco para aprender com os desenvolvimentos em curso e com o poder de agir com base no que e aprendido. Em termos financeiros, uma estrategia de negocios e muito mais como uma serie de opcoes do que e como uma serie de fluxos de caixa estaticos. Para considerar estrategias como carteiras de opcoes reais relacionadas, este artigo explora um framework apresentado em Oportunidades de Investimento como Opcoes Reais: Comecando sobre os Numeros (HBR JulyAugust 1998). Esse artigo explica como obter do valor DCF convencional para o valor da opcao para um projeto tipico, em outras palavras, e sobre como obter um numero. Este artigo estende essa estrutura, explorando como o preco das opcoes pode ser usado para melhorar a tomada de decisao sobre a sequencia e o tempo de um portfolio de investimentos estrategicos. Uma metafora de jardinagem: opcoes como tomates Gerenciando um portfolio de opcoes estrategicas e como cultivar um jardim de tomates em um clima imprevisivel. Caminhe para o jardim em um determinado dia em agosto, e voce vai achar que alguns tomates estao maduros e perfeito. Qualquer jardineiro saberia para pegar e comer aqueles imediatamente. Outros tomates sao rotten nenhum jardineiro iria sempre se preocupar em busca-los. Estes casos nos extremos agora e nunca sao decisoes faceis para o jardineiro para fazer. No meio sao os tomates com perspectivas variadas. Alguns sao comestiveis e poderiam ser escolhidos agora, mas beneficiaria de mais tempo na videira. O jardineiro experiente escolhe-los cedo apenas se os esquilos ou outros concorrentes sao susceptiveis de obte-los. Outros tomates ainda nao sao comestiveis, e nao ha nenhum ponto em escolhe-los agora, mesmo se os esquilos obte-los. No entanto, eles estao suficientemente longe ao longo, e nao ha tempo suficiente na epoca, que muitos irao amadurecer e, eventualmente, ser colhidos. Outros ainda parecem menos promissores e podem nao amadurecer antes do final da temporada. Mas com mais sol ou agua, menos ervas daninhas, ou apenas boa sorte, mesmo alguns destes tomates podem faze-lo. Finalmente, ha tomates verdes pequenos e flores atrasadas que tem pouca probabilidade de crescer e de amadurecer antes que a estacao termine. Nao ha valor em escolhe-los, e eles poderiam muito bem ser deixado na videira. A maioria dos jardineiros experientes sao capazes de classificar os tomates em seus jardins a qualquer momento. Alem disso, no entanto, bons jardineiros tambem entender como o jardim muda ao longo do tempo. No inicio da temporada, nenhum dos frutos cai nas categorias agora ou nunca. Ate o ultimo dia, tudo isso cai em um ou outro porque o tempo acabou. A pergunta interessante e: O que o jardineiro pode fazer durante a estacao, enquanto as coisas estao mudando de semana para semana? Um jardineiro puramente passivo visita o jardim no ultimo dia da temporada, pega os tomates maduros e vai para casa. O jardineiro do fim de semana visita frequentemente e escolhe a fruta madura antes que apodreca ou os esquilos obte-la. Os jardineiros ativos fazem muito mais. Nao so observam o jardim, mas, com base no que veem, tambem o cultivam: regar, fertilizar e desmatar, tentando fazer crescer e amadurecer mais entre os tomates que estao entre os tomates antes que o tempo se esgote. Claro, o tempo e sempre uma questao, e nem todos os tomates vao faze-lo. Ainda assim, wed esperar o jardineiro ativo para desfrutar de um maior rendimento na maioria dos anos do que o jardineiro passivo. Na terminologia da opcao, os jardineiro ativos estao fazendo mais do que fazendo meramente decisoes do exercicio (escolha ou nao escolha). Eles estao monitorando as opcoes e procurando maneiras de influenciar as variaveis ??subjacentes que determinam o valor da opcao e, finalmente, os resultados. Opcao de precos pode ajudar-nos a tornar-se mais eficaz, ativo jardineiros de varias maneiras. Permite estimar o valor da safra de anos inteiros (ou mesmo o valor de um unico tomate) antes que a estacao termine. Ele tambem nos ajuda a avaliar cada perspectivas tomatos como a temporada avanca e nos diz ao longo do caminho que escolher e que deixar na videira. Finalmente, pode sugerir o que fazer para ajudar os tomates intermedios a amadurecer antes do final da temporada. Um passeio de espaco de opcao Em vez de um enredo de jardim, visualize um retangulo bem opcao de opcao de espaco. O espaco de opcoes e definido por duas metricas de valor de opcao, cada uma das quais captura uma parte diferente do valor associado a possibilidade de adiar um investimento. O espaco de opcoes pode ajudar a resolver as questoes que um jardineiro ativo vai se preocupar: se investir ou nao (ou seja, escolher ou nao escolher), quando investir e o que fazer nesse meio tempo. Vamos examinar brevemente as duas metricas, que foram desenvolvidas em Oportunidades de Investimento como Opcoes Real. A primeira metrica contem todos os dados habituais capturados em valor presente liquido (VPL), mas acrescenta o valor de tempo de ser capaz de adiar o investimento. Chamamos esse VPL metrico q e o definimos como o valor dos ativos subjacentes que pretendemos construir ou adquirir dividido pelo valor presente das despesas necessarias para construi-los ou compra-los. Simplificando, esta e uma relacao de valor para custo. Por conveniencia, aqui, bem chama-lo de nossa metrica de valor para o custo em vez de NPV q. Mas tenha em mente que valor e custo se referem aos ativos dos projetos, nao a opcao sobre esses ativos. Quando a metrica value-to-cost e entre zero e um, temos um projeto vale menos do que custa quando a metrica e maior que um, o projeto vale mais do que o valor presente do que custa. A segunda metrica bem chamar nossa metrica de volatilidade. Ele mede o quanto as coisas podem mudar antes de uma decisao de investimento deve finalmente ser feita. Isso depende de quao incerto, ou arriscado, o valor futuro dos ativos em questao e e quanto tempo podemos adiar uma decisao. O primeiro e capturado pela variancia por periodo de retorno de ativos, este ultimo e o tempo de opcoes para expiracao. No artigo anterior, esta segunda metrica foi denominada volatilidade cumulativa. O espaco de opcoes e definido por essas duas metricas, com valor-a-custo no eixo horizontal e volatilidade no eixo vertical. Consulte o grafico, O espaco de opcoes e definido por duas metricas de valor de opcao. A convencao usual e desenhar o espaco como um retangulo, com a metrica de valor para custo aumentando da esquerda para a direita (seu valor minimo e zero) ea metrica de volatilidade aumentando de cima para baixo (seu valor minimo tambem e zero) . No interior do retangulo, o valor da opcao aumenta a medida que o valor de qualquer metrica aumenta, a partir de qualquer ponto no espaco, se voce mover para baixo, para a direita ou em ambas as direcoes simultaneamente, o valor da opcao sobe. O espaco de opcoes e definido por duas metricas de valor de opcao Podemos usar as duas metricas de valor de opcao para localizar projetos no espaco de opcoes. Mover para a direita e para baixo corresponde ao valor da opcao mais alta. Como a opcao espaco nos ajuda com a estrategia Uma estrategia de negocios e uma serie de opcoes relacionadas: e como se a condicao de um tomate realmente afetado o tamanho ou maturacao de outro proximo. Isso, obviamente, torna as coisas mais complicadas. Antes de analisarmos uma estrategia, vamos primeiro considerar a circunstancia mais simples em que os tomates que crescem no jardim nao afetam um ao outro. Para fazer isso, precisamos explorar o espaco de opcao ainda mais. Em um jardim real, bons, maus e entre tomates podem aparecer em qualquer lugar. Nao e assim no espaco de opcoes, onde ha seis regioes separadas, cada uma das quais contem um tipo distinto de opcao e uma prescricao gerencial correspondente. Nos esculpir o espaco em regioes distintas, usando o que sabemos sobre o valor de custo e metricas de volatilidade, juntamente com NPV convencional. O que e o valor acrescentado da divisao espaco opcao desta forma Tradicional financas corporativas nos da um metricNPV para avaliar projetos e apenas duas acoes possiveis: investir ou nao investir. No espaco de opcoes, temos NPV, duas metricas extras e seis acoes possiveis que refletem nao apenas onde um projeto esta agora, mas tambem a probabilidade de ele acabar em algum lugar melhor no futuro. Quando voltarmos a avaliacao das estrategias, esse julgamento prospectivo sera especialmente util. Topo do Espaco: Agora e Nunca. No topo do nosso espaco de opcoes, a metrica de volatilidade e zero. (Veja o diagrama dividindo o espaco de opcoes em regioes.) Isso e assim porque toda a incerteza foi resolvida ou porque o tempo acabou. Com projetos de negocios, este ultimo e muito mais provavel. Assim, os projetos que acabam aqui diferem uns dos outros apenas de acordo com suas metricas de valor para custo, e e facil ver o que fazer com eles. Se a metrica value-to-cost for maior do que uma, nos vamos em frente e investimos agora. Se o seu menos de um, nos investimos nunca. Uma vez que o tempo acabou, agora ou nunca completamente descreve nossas escolhas. Sera conveniente referir-se a regioes por numero, por isso vamos numero estes extremos 1 e 6. Regiao 1 contem os tomates perfeitamente maduros e a regiao agora investir. Regiao 6 contem os podres a prescricao la e investir nunca. Dividindo o Espaco Opcional em Regioes Lado Direito do Espaco: Talvez agora e provavelmente mais tarde. E quanto a projetos cuja metrica de valor para custo e maior do que um, mas cujo tempo ainda nao acabou Todos esses projetos estao em algum lugar na metade direita de nosso espaco de opcao, mas abaixo do topo. Os projetos aqui sao muito promissores porque os ativos subjacentes valem mais do que o valor presente do investimento necessario. Isso significa que devemos ir em frente e investir de imediato Em alguns casos, a resposta e claramente nao, enquanto em outros casos, o seu talvez. Queremos ser capazes de distinguir entre esses casos. A chave para isso nao e o preco das opcoes, mas o NPV convencional. Em termos da analogia do tomate, estamos olhando para um monte de tomates promissores, nenhum dos quais esta perfeitamente maduro. Queremos distinguir entre aqueles que, se escolhidos de imediato, sao comestiveis (NPV gt 0) e aqueles que sao nao comestiveis (NPV fora do dinheiro: custa mais para exerce-lo do que os ativos valem a pena. O preco de exercicio (X) E superior ao valor do activo subjacente (S), portanto, o VPL SX A curva no nosso diagrama separa as opcoes que estao fora do dinheiro (NPV no dinheiro (NPV gt 0) Para pontos acima da curva no diagrama, o VPL e positivo Para os que estao abaixo da curva, o NPV e negativo. Para os pontos realmente na propria curva, NPV 0. Projetos abaixo da curva, que bem chamar regiao 3, sao como os tomates nao comestiveis que claramente nao querem escolher imediatamente. No entanto, Eles sao muito promissores porque sua metrica de valor para custo e positiva e o tempo ainda nao acabou. Eu chamo esta regiao provavelmente mais tarde porque, mesmo que nos nao devemos investir ainda, esperamos investir eventualmente para uma fracao relativamente alta destes Entretanto, eles devem ser cultivados. L acima da curva NPV 0 sao ainda mais interessantes. Estas opcoes estao no dinheiro. Eles sao como tomates que, embora nao perfeitamente maduro sao no entanto comestiveis. Devemos considerar se os escolheremos cedo. Pode parecer contraditorio considerar o exercicio de uma opcao cedo, quando ao longo de Ive argumentado em Oportunidades de Investimento como opcoes reais que e valioso para ser capaz de adiar o investimento para esperar, ver o que acontece e, em seguida, fazer uma escolha ideal no ultimo momento possivel. Se houver valor associado ao adiamento, por que jamais fariamos de outra forma? As vezes, especialmente com opcoes reais, o valor pode ser perdido, bem como ganhos pelo adiamento, ea decisao adequada depende de qual efeito domina. O analogico financeiro a essa opcao real e uma opcao de compra sobre uma acao. Se a acao paga um grande dividendo, o acionista recebe o valor que o titular da opcao nao. O detentor da opcao pode querer se tornar um acionista simplesmente para participar do dividendo, que de outra forma seria perdida. Pense no dividendo como valor perdido por adiar a decisao de exercicio. No caso de opcoes reais, onde o ativo subjacente e um conjunto de fluxos de caixa de negocios, qualquer perda previsivel de valor associada ao adiamento do investimento e como o dividendo em nosso exemplo de acoes. Fenomenos como alteracoes pendentes em regulamentos, perda previsivel de participacao de mercado ou preempcao por um concorrente sao todos os custos associados ao investimento mais tarde, em vez de mais cedo, e podem levar-nos a exercer uma opcao antecipadamente. Ou, para usar a analogia do tomate, podemos pegar um tomate comestivel cedo se pudermos prever que os esquilos irao obte-lo de outra forma. Ganhos e perdas imprevisiveis, no entanto, nao nos levaria a exercer nossas opcoes antecipadamente. As opcoes que estao no dinheiro (isto e, aquelas para as quais NPV gt 0) devem ser avaliadas para ver se devem ser exercidas cedo. Investimento imediato nem sempre sera o curso ideal de acao porque, investindo cedo a empresa perde as vantagens de adiar, que tambem sao reais. Decidir se investir antecipadamente exige uma comparacao caso a caso do valor de investir imediatamente com o valor de esperar um pouco mais, isto e, de continuar a manter o projeto como uma opcao. Eu me refiro a essa parte do espaco de opcao como talvez agora, porque podemos decidir investir de imediato. Deixa o rotulo regiao 2. Lado esquerdo do espaco: Talvez mais tarde e provavelmente nunca. Todas as opcoes que caem na metade esquerda do espaco sao menos promissoras porque a metrica de valor para custo e em todos os lugares inferior a um, eo NPV convencional e em todos os lugares menor que zero. Mas mesmo aqui podemos separar o mais valioso do menos valioso. O canto superior esquerdo e um territorio pouco promissor, porque as metricas do valor ao custo e da volatilidade sao baixas. Estas sao as flores tardias e os tomates verdes pequenos que sao improvaveis ??amadurecer antes que os fins da estacao. Eu chamo essa parte do espaco de opcao provavelmente nunca, e podemos rotular a regiao 5. Em contraste, a secao inferior (desta metade esquerda do espaco) tem melhores perspectivas porque pelo menos uma das duas metricas e razoavelmente alta. Eu o chamo talvez mais tarde, e eu posso rotular isto regiao 4. O diagrama O Jardim de Tomate dispensa com curvas extravagantes e simplesmente divide o espaco de opcao aproximadamente nas seis regioes. O jardim do tomate Quando a colheita Como um exemplo do que nos aprendemos do jardim do tomate, considere seis projetos hipoteticos que sao inteiramente unrelated a um outro. A tabela Estatisticas vitais para seis projetos independentes mostra os dados relevantes para esses projetos, que foram rotulados de A a F. Note que cada um deles envolve ativos no valor de 100 milhoes. Dois deles (A e B) exigem gastos de capital de 90 milhoes, os outros quatro exigem gastos de 110 milhoes. Portanto, A e B tem um VPL positivo de 10 milhoes. Cada um dos outros quatro tem um VPL negativo de 10 milhoes. O VPL de toda a carteira e negativo em 20 milhoes ou, mais razoavelmente, positivo em 20 milhoes, uma vez que os quatro projetos com VPLs negativos podem ser incluidos em um valor de zero. Orcamento de capital convencional oferece apenas duas prescricoesinvest ou nao investir. Seguindo essas regras, wed aceitar projetos A e B e rejeitar todos os outros. Estatisticas vitais para seis projetos independentes Embora seus VPLs estejam fortemente agrupados, os seis projetos tem diferentes perfis de tempo e volatilidade e, portanto, valores diferentes para suas metricas de valor para custo e volatilidade. Consequentemente, cada um esta localizado em uma regiao diferente do espaco de opcao. (Veja o diagrama Localizando os Projetos no Jardim do Tomate.) Localizando os Projetos no Jardim do Tomate A e um projeto agora que cai na regiao 1 C e um projeto nunca na regiao 6. Para ambos, o tempo acabou, entao A metrica de volatilidade e zero. O Projeto B e muito promissor: seu VPL e positivo e sua metrica de valor para custo e maior que uma. B na regiao 2, e devemos considerar se devemos exercer a nossa opcao sobre este projeto cedo. No entanto, a menos que haja alguma perda previsivel no valor futuro (ou um aumento no custo ou uma queda no valor), entao o exercicio inicial nao e apenas desnecessario, mas tambem subotima. A metrica valor / custo do Projeto Fs e maior que um, mas seu VPL e menor que zero. Ele cai na regiao 3 e e muito valioso como uma opcao, apesar de seu VPL negativo. Isso e porque ele nao vai expirar por dois anos e tem a maior volatilidade de todo o grupo. Portanto, o prognostico do projeto Fs e provavelmente mais tarde. O projeto E tem menos que o projeto F. E na regiao 4 e merece alguma atencao porque, com um ano para ir eo desvio padrao moderado de seu retorno subjacente do recurso (Iuml 0.3 por o ano), apenas pode faze-lo. E por isso que e classificado como talvez mais tarde. O projeto D e muito menos promissor (provavelmente nunca), porque uma decisao deve ser tomada em apenas seis meses e, com uma baixa volatilidade, nao ha muita probabilidade de que D apareca no dinheiro antes que o tempo se esgote. A estrutura baseada em opcoes nos da uma avaliacao diferente do que a abordagem DCF convencional. Uma vez que pode explicar a flexibilidade ea incerteza, a estrutura baseada em opcoes produz uma avaliacao diferente desta carteira do que a abordagem DCF convencional. O mais obviamente, onde os metodos de DCF dao a carteira um valor de 20 milhoes, o preco da opcao da-lhe um valor de aproximadamente 74 milhao, mais de tres vezes maior. Igualmente importante, localizar esses projetos no jardim do tomate produz decisoes de exercicios diferentes. Em vez de aceitar dois projetos e rejeitar quatro, nossa analise de opcoes nos leva a aceitar um, rejeitar um e esperar e ver sobre os outros quatro. E enquanto esperamos, sabemos como as perspectivas de cada projeto diferem. Alem disso, nao esperamos passivamente. Tendo apenas recursos limitados para dedicar a carteira, percebemos que alguns projetos de esperar e ver sao mais propensos a recompensar o cultivo ativo do que outros. Em particular, podemos ver que os projetos E e F juntos valem cerca de 34 milhoes (nao 20 milhoes negativos ou mesmo 0) e devem ser ativamente cultivados em vez de abandonados. No minimo, eles poderiam ser vendidos para algum outro jardineiro. Uma Abordagem Dinamica Cultivo destina-se a melhorar a cultura, mas tem de trabalhar dentro de limites definidos pela natureza. No espaco de opcao, como na natureza, existem leis basicas de tempo e movimento. O mais basico e que as opcoes tendem a mover para cima e para a esquerda no espaco de opcao como o tempo passa. Para cima, porque a metrica de volatilidade diminui com o passar do tempo. Para a esquerda, porque, como um calculo do valor presente, a metrica valor-custo tambem diminui com o tempo se suas outras variaveis ??constituintes permanecem constantes. Para ilustrar, considere o projeto F. Sua metrica de volatilidade e 0,566 e sua metrica de valor para custo e 1,021. Agora vamos passar um ano, e suponha que nenhuma das variaveis ??do projeto Fs muda, exceto para t, que agora e um ano em vez de dois. Se fossemos recalcular as metricas, descobriremos que ambas recusaram. A metrica de volatilidade cai de 0,566 para 0,400, que move F para cima no espaco de opcao. E sua metrica de valor para custo declina de 1.021 para 0.964 ou seja, 100divide110divide (10.06) 1 que move F para a esquerda. De fato, o projeto F passa da regiao 3 (provavelmente mais tarde) para a regiao menos promissora 4 (talvez mais tarde). Apesar de sua promessa inicial, a unica maneira que o projeto F vai acabar no dinheiro (ou seja, na regiao 1 ou 2) e, eventualmente, obter financiamento e se alguma forca empurra para a direita, superando o rebocador natural para a esquerda, Antes que o tempo se esgote. Apenas duas forcas empurram nessa direcao: boa sorte e gerenciamento ativo. Nenhuma forca deve ser ignorada. As vezes, conseguimos colocar-nos diretamente no caminho da boa sorte. Outras vezes temos que trabalhar nisso. Gerentes que cultivam ativamente um portfolio de oportunidades estao, na verdade, trabalhando para empurrar opcoes, tanto quanto possivel para a direita no espaco antes que eles flutuam todo o caminho ate o topo. Como isso e feito Ao tomar alguma acao que aumenta uma ou ambas das metricas de valor de opcao. Dos dois, a metrica de valor para custo e talvez a mais obvia para trabalhar em primeiro lugar porque os gerentes estao mais acostumados a gerenciar receitas, custos e gastos de capital do que a volatilidade ou o tempo de expiracao. Qualquer coisa que os gerentes podem fazer para aumentar o valor ou reduzir o custo movera a opcao para a direita em nosso espaco. Por exemplo, aumentos de preco ou volume, poupanca de impostos ou requisitos de capital mais baixos, bem como qualquer economia de custos, ajudarao. Esses aprimoramentos de valor sao obvios com ou sem uma estrutura de opcoes reais. O que o framework fornece e uma maneira de incorpora-los visual e quantitativamente em valor de opcao atraves da metrica value-to-cost. O mundo real raramente da aos gerentes o luxo de isolar uma variavel e manter todos os outros constantes. Os gerentes nao podem simplesmente declarar, vamos aumentar os precos para aumentar o valor do nosso projeto. Mais provavel, eles inventarao e avaliarao modificacoes complexas da proposta conduzidas ou limitadas pela tecnologia, pela demografia, pelos regulamentos, e assim por diante. Por exemplo, uma maneira de cultivar uma opcao de entrada no mercado pode ser adicionar um novo recurso de produto. Isso pode implicar um investimento extra (elevando X), mas tambem ajudara a diferenciar o produto no mercado local, permitindo precos mais altos (elevando S), mas tambem adicionando custos de fabricacao extra (reduzindo S), alguns dos quais sao fixos. O efeito liquido sobre a metrica de valor para custo e o que conta e o efeito liquido nao e claro sem uma analise mais aprofundada. Avaliar o projeto como uma opcao significa que ha mais, nao menos, a analisar, mas o quadro nos diz o que analisar, nos da uma maneira de organizar os efeitos e oferece uma interpretacao visual. Observar a mudanca no local das opcoes em nosso espaco nos diz se seu valor aumentou ou diminuiu e se migrou para uma regiao diferente do jardim do tomate. Ha ainda mais consideracoes, mesmo neste exemplo simples de adicionar um recurso do produto. Custos fixos adicionais significam maior risco, o que pode diminuir o valor do projeto (devido a necessidade de descontar fluxos de caixa futuros com uma taxa ajustada pelo risco mais alta) e fazer com que sua metrica de valor para custo diminua ainda mais. Mas os custos fixos adicionais tambem representam alavancagem operacional que aumenta a metrica de volatilidade. Isso aumenta o valor da opcao. Poderiamos hipotetizar ainda mais que adicionar um recurso extra estimulara um concorrente para combina-lo. Nos, por sua vez, poderemos ser forcados a introduzir a proxima geracao de nosso produto (no qual nos possuimos uma opcao diferente) mais cedo do que nos teriamos. Em geral, as acoes tomadas pelos gerentes podem afetar nao apenas a medida de valor para o custo, mas tambem a metrica de volatilidade. Neste exemplo, ambos os elementos da volatilidade metricrisk e tempo de expirationare afetados. E para mais de uma opcao. Ha um spillover de uma opcao para outra: adicionando um recurso reduz o periodo de tempo uma decisao posterior pode ser adiada. Para outras situacoes, ha uma miriade de possiveis efeitos de transbordamento. Opcoes aninhadas em uma estrategia de negocios Uma vez que permitimos que opcoes em um portfolio influenciem diretamente outras opcoes, estamos prontos para considerar estrategias: serie de opcoes explicitamente projetadas para afetar umas as outras. Podemos usar ninhos de opcoes sobre opcoes para representar a sequencia de contingencias projetadas em um negocio, como no exemplo simplificado e hipotetico a seguir. Tres anos atras, a WeatherIze Corporation comprou uma licenca exclusiva para uma tecnologia de tratamento de tecido para retardar sua ruptura em condicoes climaticas extremas. A ideia era desenvolver uma nova linha de tecido especialmente adequado para toldos comerciais ao ar livre, um mercado que a empresa ja serve com um produto menos duravel. Agora os engenheiros de WeatherIzes desenvolveram seu primeiro tecido tratado, ea companhia esta considerando fazer os dispendios requeridos rolar para fora comercialmente. Se o produto for bem recebido por fabricantes de toldos, a WeatherIze tera de expandir sua capacidade dentro de tres anos de introducao apenas para servir os produtores de toldos. O vice-presidente de desenvolvimento de negocios e ebullient. Ele antecipa que o sucesso nos toldos sera seguido dentro de mais dois anos por extensoes do produto tratamento similar de diferentes tecidos projetados para tais bens de consumo como barracas, guarda-chuvas e moveis de patio. Naquela epoca, a WeatherIze expandiria sua capacidade novamente. A empresa preve comercializar seus tecidos, expandir sua forca de vendas e apoiar os produtos de consumo feitos com esses tecidos com publicidade cooperativa. WeatherIzes estrategia para explorar a tecnologia de tratamento e bastante simples. Consiste em uma sequencia particular de oportunidades de decisao. A primeira etapa da execucao foi a compra da licenca. Ao faze-lo, a empresa adquiriu uma sequencia de opcoes aninhadas: desenvolver o produto para introduzir o produto para expandir a capacidade de fabricacao de tecido de toldo e para expandir novamente para fazer relacionados, tecidos de marca. Agora, tendo desenvolvido o produto, WeatherIze e parte caminho atraves da estrategia e esta considerando seu proximo passo: gastos com a introducao do produto. Ou seja, e hora de exercer (ou nao) a proxima opcao real na cadeia. A estrategia WeatherIzes, neste momento, e representada no espaco de opcoes no diagrama Estrategia WeatherIzes como Opcoes de Chamadas Aninhadas. Cada circulo representa uma opcao cuja localizacao no espaco e determinada pelas suas metricas de valor-custo e volatilidade. O tamanho de cada circulo solido e proporcional ao valor do activo subjacente (S) para cada opcao. A area dentro de cada circulo tracejado e proporcional as despesas exigidas (X). Assim, um circulo tracejado dentro de um solido representa uma opcao que esta no dinheiro (S gt X). Um circulo tracejado fora de um circulo solido mostra uma opcao que esta fora do dinheiro. Estrategia Weatherizes como opcoes de chamadas aninhadas Os segmentos de linha no diagrama indicam que as opcoes estao aninhadas. A opcao de expansao para a producao de toldos e adquirida se e somente se a opcao de introducao for exercida. Como tal, o activo subjacente a opcao de introducao inclui tanto o valor dos fluxos de caixa operacionais associados ao proprio produto como o valor presente da opcao de expansao. Da mesma forma, a opcao de expandir uma segunda vez para a producao de produtos comerciais e adquirida somente se WeatherIze decidir exercer sua primeira opcao de expansao. O valor de toda a estrategia neste momento e: Valor da Estrategia Completa Em vigor, WeatherIze possui uma chamada em uma chamada. A opcao para introduzir o novo toldo tecido esta no dinheiro e prestes a expirar. (WeatherIze perdera sua licenca se nao for adiante com a introducao.) Assim que esta opcao e exercida, a imagem muda. O circulo superior vai embora os dois inferiores permanecem ligados e comecam a derivar para cima. Um dos fatores mais importantes que determinam se eles se movem para a direita ou esquerda em seu caminho e o quao bem o tecido toldo faz no mercado. Mas ha outros fatores tambem. Qualquer valor que aumente o valor da segunda opcao de expansao tambem aumenta o valor do primeiro porque o valor da segunda opcao faz parte do valor do valor do imobilizado subjacente para a primeira opcao. Suponha, por exemplo, que os riscos associados aos ativos de tecidos de produtos de consumo aumentem. O efeito mais direto esta na segunda opcao de expansao, que se move para baixo no espaco porque sua metrica de volatilidade sobe. A segunda opcao de expansao torna-se mais valiosa. Mas o risco aumentado tambem afeta a primeira opcao de expansao para tela de toldo. Sua metrica de valor para custo aumenta porque a segunda opcao de expansao e parte dos ativos subjacentes (S) da primeira. De fato, uma alteracao em qualquer metrica para a segunda opcao tambem deve alterar a metrica de valor para custo (pelo menos) da primeira. O que acontece se a oportunidade do tecido de consumo se tornar mais arriscada Se a volatilidade dos retornos dos tecidos de produtos de consumo aumentar, a segunda opcao de expansao sera reduzida. Isso faz com que a primeira opcao de expansao para mover para a direita porque a segunda opcao e parte dos ativos subjacentes para o primeiro. Como outro exemplo, suponha que um concorrente introduza um tecido substituto nos mercados de bens de consumo que WeatherIze tinha planejado atingir. Tente visualizar o que vai acontecer. Nao so os locais das opcoes mudarao, mas tambem os tamanhos dos circulos. O circulo solido, ou valor de imobilizado (S), da segunda opcao de expansao do WeatherIzes ira encolher e ambas as opcoes de expansao primeiro e segundo se moverao para a esquerda. Alem disso, as primeiras opcoes de expansao subjacentes ao valor dos ativos tambem devem encolher. Desenho de circulos simples no espaco de opcao tambem nos permite comparar estrategias. Por exemplo, temos vindo a assumir que WeatherIze nao iria introduzir os tecidos de marca, sem primeiro expandir sua capacidade de tela toldo. Agora suponha que a empresa poderia fazer primeiro, ou ambos simultaneamente, mas que um investimento maior seria necessario para fazer telas de marca se a expansao do toldo werent realizado primeiro. Poderiamos tambem assumir que as margens de lucro sobre os produtos de marca seria maior se a empresa primeiro ganhou mais experiencia com tecido toldo. Essas opcoes na estrategia alternativa WeatherIzes nao estao aninhadas e nao estao mais nos mesmos locais. O diagrama Opcoes de chamada na Estrategia Alternativa WeatherIzes descreve a nova estrategia. Note that the second option, the branded-fabric option, is now farther left, its solid circle, or asset value ( S ), is smaller, and its dashed circle, or expenditures ( X ), is larger than it was originally. It is further out of the money but is now linked directly to the product introduction option. Given that the branded-fabric option is farther left under this new strategy and its solid circle is smaller, could we possibly prefer it Yes, actually, provided it also moves down in the spacethat is, if its volatility metric has increased. The pricing table in the real-options framework can tell us how far down it would have to go to compensate for any given move to the left. Finally, note that for the nonnested strategy, the value of both options directly enhances the value of the underlying assets associated with the initial product introduction. But it is no longer the case that any change in the second expansion option must affect the location of the first expansion option: each could, in fact, move around independently. Call Options in Weatherizes Alternative Strategy Although the options are not nested, they are very much related. Suppose, for example, that the awning expansion option pops into the money and is indeed exercised first, before the consumer fabric option. The value of the latter would be enhanced because the underlying assets associated with it would be expected to produce better marginsthe value-to-cost metric for the consumer fabric option rises. To compare WeatherIzes alternative strategies, we compute the value of each strategys introduction option. We can do that quantitatively using the real-options framework. In visual terms, we prefer the introduction option to be farther to the right and to have a larger solid circle. Whichever strategy accomplishes that is more valuable. Learning to Garden I argued in Investment Opportunities as Real Options that companies should adopt option-pricing techniques as adjuncts to their existing system, not as replacements. If WeatherIze takes that approach, there is a good chance that the tomato garden will help the company create and execute a superior strategy. Strategists at WeatherIze already were thinking several moves ahead when they purchased the license. They dont need a tomato garden to tell them merely to think ahead. But option pricing quantifies the value of the all-important follow-on opportunities much better than standard DCF-valuation techniques do. And the tomato garden adds a simple but versatile picture that reveals important insights into both the value and the timing of the exercise decisions. It gives managers a way to draw a strategy in terms that are neither wholly strategic nor wholly financial but some of both. Managers can play with the pictures much as they might with a physical model built of Legos or Tinker Toys. Some of us are most creative while at play. As executives at WeatherIze experiment with circles in option space, it is important that they preserve the link between the pictures they draw and the disciplined financial projections required by the real-options framework. They need to remember that the circles occupy a certain part of the space because the numbersthe value-to-cost and volatility metricsput them there. At the same time, they need to prevent the exercise from becoming just another variation on valuation as usual. This is the well-worn rut in which valuation analysis is used primarily to check numbers and as due diligence documentation for investments. Instead, the purpose should be to incorporate financial insights at the stage when projects and strategies are actually being created. How does one become a good gardener Practice, practice. I recommend starting by drawing simple combinations of projects to learn some common forms. What are the different ways you can depict a pair of nested call options How can the pair move in the space What are the ways to transform their configuration by changing the variables Then move on to simple generic strategies. What does a given strategy look like when drawn in the option space How does the picture change over time How does it change when an option is exercised Next, practice translating real business phenomena into visual effects to update pictures. For example, how will the picture change if you add a direct mail campaign to your product introduction Or how will the picture change if your competitor cuts prices when you enter a market Finally, try drawing your strategy and your competitors side by side: How does the value and location of your options affect the value and location of theirs How will they all move over time In most companies, strategy formulation and business development are not located in the finance bailiwick. Nevertheless, both activities raise important financial questions almost right away. Although the questions arise early, answers typically do not. For finance to play an important creative role, it must be able to contribute insightful interpretive analyses of sequences of decisions that are purely hypotheticalthat is, while they are still mere possibilities. By building option pricing into a framework designed to evaluate not only hard assets but also opportunities (and multiple, related opportunities at that), we can add financial insight earlier rather than later to the creative work of strategy. A version of this article appeared in the SeptemberOctober 1998 issue of Harvard Business Review . Timothy A. Luehrman is a professor of finance at Thunderbird, the American Graduate School of International Management, in Glendale, Arizona. He is the author of 8220What8217s It Worth A General Manager8217s Guide to Valuation8221 (HBR May8211June 1997) and 8220Investment Opportunities as Real Options: Getting Started on the Numbers8221 (HBR July8211August 1998).Professional Option Strategies: Examining Forex Options How do options traders look at their portfolios Professional managers have numerous option strategies and techniques they use when managing a portfolio of options and cash positions. This article outlines some of these techniques and strategies. Option Strategies There are a number of option strategies that a professional trader can use, including using the options ldquoGreeksrdquo to manage a portfolio of options and cash positions. Here we will examine one method commonly employed in the foreign exchange (Forex) options markets. Naturally, different traders use different techniques according to their various management styles. Options Strategies: Greeks, Forwards, and Risk Risk Assessment In this case, we will focus upon the options ldquoStepladderrdquo report, generated by most option risk management systems. When managing a portfolio of options, it is inconvenient and inefficient to think of them on an individual basis. Indeed, a commercial bankrsquos Forex options trader may have hundreds or thousands of options positions with different maturities in his portfolio at any given time. In addition to his options position, the options trader will have cash positions as well. Therefore, there is a definitive need for a mechanism for describing the risk in the position at any given point in time and for a given underlying or spot rate. With most option strategies, at a basic level, there are three kinds of risk to which the options portfolio is exposed: movements in the spot rate, convexity. and implied volatility. Delta - hedging can help insure against the exposure of an individual option to small changes in the spot rate. We also know that the delta value for an individual option will change as the spot rate changes, mostly because of the way the option rsquos price reacts to changes in the underlying spot rate. This is represented in the option rsquos ldquogamma rdquo value. We also know that the option rsquos value will vary with changes in the implied volatility. which the market assigns to a particular maturity and strike. Foreign Exchange Options For option strategies involving a Forex option. we are talking about options on a forward. A forward obligates the buyer to exchange one currency for another at a pre-set rate for a particular delivery date. For example, a large consulting firm might enter into a contract on January 5 that pays it 10 million US dollars for delivery into its US dollar account for whatever value the currency is worth on February 2. If the market is working in their favor, they may want to lock in the current rate of exchange being used for February 2. If the spot rate is 1.50, this might imply a rate for February 2 of 1.5010. The difference, 0.0010, is called the ldquoforward premium. rdquo The forward premium is determined by interest rate arbitrage and is sensitive to the difference in interest rates between Canada and the United States. The consulting firm sells US dollars to ABC Bank for their February 2 value at 1.5010. Then, on February 2, it must deliver 10 million US dollars into ABC Bankrsquos US dollar account, in exchange for which ABC Bank will deliver 15,010,000 Canadian dollars into the consulting firmrsquos Canadian dollar account for their February 2 value, regardless of the prevailing Canadian dollar spot exchange rate. A Forex option is an option on a forward because it gives the holder the right, but not the obligation, to exchange, in this case, 10 million US dollars for their February 2 value at a rate (or strike price ) of 1.5010. If on February 1, the Canadian dollar is weaker than 1.5010 (i. e. the exchange rate is greater than 1.5010), the consulting firm can let the option lapse and exchange its US dollars at the prevailing spot rate for the February 2 value. (Note that the Canadian dollar has one day of settlement between the transaction and delivery). In this case, February 1 is the option rsquos maturity date. Forex Stepladder Because a foreign exchange option is an option on a forward, it is also sensitive to changes in the interest rate differential. The options dealer will generate a Stepladder report to characterize his portfoliorsquos exposure to changes in the spot rate, assuming that the interest rate differential for all maturities stays the same and that implied volatilities stay the same. Spot is at 1.50. The report is generated over a horizon of one day. Profit and Loss (PL), Delta. Gamma and Vega are all denominated in US dollars. How do we interpret this Stepladder report First, letrsquos consider the fact that this report is generated over a horizon of one day. We know right away that if spot stays at 1.50 without moving at all over the next trading day, we will have lost 11,256. This number is the ldquotime decayrdquo for the options portfolio. The time decay includes the total change in value of all of the options in the portfolio attributable to their maturities being shorter by one day. It also includes the cost of funding our positions. (If we borrow money to buy options, we must pay interest on these balances). All of these considerations inform the option strategies. The position has a delta of 3,120,556 at a spot rate of 1.50. If spot trades higher (say up to 1.5100 over the trading day) the portfolio will get longer US dollars. We could dynamically rebalance the delta hedge of the portfolio at 1.51 by selling 6,325,789, making us delta neutral at 1.5100. Should spot subsequently dip back down to 1.5000, the portfolio will now be short 3,205,233 (the difference between 6,325,789 and 3,120,556). Buying back 3,205,233 makes us delta neutral again. At the end of the day, we compare the PL number implied by the closing spot rate (e. g. (16,742) at a spot rate of 1.4800) to the spot trading PL we have earned by dynamically rebalancing the hedge. Hopefully, the net number is positive. There are different ways of reporting the gamma based on option strategies. In this Stepladder report, the reported gamma is the difference between the current spot position and the portfoliorsquos spot position for a spot rate that is 0.0050 higher. It appears as if we are long an option expiring tomorrow with a strike somewhere between 1.4950 and 1.4900. We can infer this because of the discrete jump in the spot position by more than 10,000,000 between those two spot levels. It is offset by our short position in another option expiring tomorrow with a strike between 1.4900 and 1.4850, suggested by the discrete jump in the spot position of more than 10,000,000 between those two spot levels. This phenomenon is referred to as ldquostrike riskrdquo or ldquopin risk. rdquo When we have two options expiring on the same day with similar, but not identical, strikes, it can be very challenging to manage the total delta position at expiry if spot is near either of the two strikes. Finally, there is the ldquovega rdquo value. At 1.5000, if the Canadian dollarrsquos implied volatility curve shifted up in a parallel fashion by 1 vol (i. e. by 1 annualized standard deviation ), then the portfolio would make 36,112, even if spot did not move. Of course, if spot is not moving, then we are more likely to see implied volatility move lower, which compounds the portfoliorsquos time decay problem. Option Strategies Conclusion Professional options traders use a variety of management techniques in combination with option strategies to dynamically manage and hedge risk, forecast and evaluate volatility. and outline exposure to changes in spot rates. - Article by Chand Sooran. Point Frederick Capital Management, LLC Chand Sooran Chand Sooran has been a Financial Pipeline contributor since 1998. Chand has broad and deep experience investing across the capital structure. Most recently, he helped start up the distressed value team at CQS with positions across the capital structure, eventually running a parallel longshort value equity book independently. His role as Portfolio Manager included membership in the HoldCo creditors committee in the Six Flags Chapter 11 case and membership in the steering committee and the creditors committee for Nell noteholders in the LyondellBasell Chapter 11 case. Prior to that, he worked as a Senior Analyst at Columbus Hill Capital Management, a high profile value fund, covering Airlines, Telecoms, Media and Technology in equities and in credit. Notably, he was a member of the ad hoc creditors committee in Delta Airlines. Before joining Columbus Hill, Chand was a research analyst for five years in an internal multi-strategy hedge fund at Lehman Brothers where he worked on a variety of strategies including distressed debt, deep value, special situations, longshort equity and emerging markets. This included work as an unsecured creditor in the UAL Chapter 11 case, special situations driven by litigation and other general value investing. Prior to going to business school at MIT Sloan, he spent approximately six years trading foreign exchange, principally as a market maker for foreign exchange options. In addition to being a graduate of MIT, Chand is a graduate of the University of Toronto Schools, the Royal Military College of Canada and Queens University, as well as being a CFA Charterholder and being certified as a Financial Risk Manager by the Global Association of Risk Professionals. After graduating from RMC, Chand was a commissioned officer in the Royal Canadian Navy. Currently, Chand is the Chief Investment Officer for Point Frederick Capital Management, LLC. Top 4 Strategies For Managing A Bond Portfolio For the casual observer, bond investing would appear to be as simple as buying the bond with the highest yield. While this works well when shopping for a certificate of deposit ( CD) at the local bank, its not that simple in the real world. There are multiple options available when it comes to structuring a bond portfolio, and each strategy comes with its own tradeoffs. The four principal strategies used to manage bond portfolios are: Passive, or buy and hold Index matching, or quasi passive Immunization. or quasi active Dedicated and active Read on to find out how these four strategies are used. (For more on bonds, read out Bond Basics Tutorial .) Passive Bond Strategy The passive buy-and-hold investor is typically looking to maximize the income generating properties of bonds. The premise of this strategy is that bonds are assumed to be safe, predictable sources of income. Buy and hold involves purchasing individual bonds and holding them to maturity. Cash flow from the bonds can be used to fund external income needs or can be reinvested in the portfolio into other bonds or other asset classes. In a passive strategy, there are no assumptions made as to the direction of future interest rates and any changes in the current value of the bond due to shifts in the yield are not important. The bond may be originally purchased at a premium or a discount, while assuming that full par will be received upon maturity. The only variation in total return from the actual coupon yield is the reinvestment of the coupons as they occur. On the surface, this may appear to be a lazy style of investing, but in reality passive bond portfolios provide stable anchors in rough financial storms. They minimize or eliminate transaction costs. and if originally implemented during a period of relatively high interest rates, they have a decent chance of outperforming active strategies. (Need more insight on buy and hold strategies Read Ten Tips For The Successful Long-Term Investor .) One of the main reasons for their stability is the fact that passive strategies work best with very high-quality, non-callable bonds like government or investment grade corporate or municipal bonds. These types of bonds are well suited for a buy-and hold strategy as they minimize the risk associated with changes in the income stream due to embedded options. which are written into the bonds covenants at issue and stay with the bond for life. Like the stated coupon, call and put features embedded in a bond allow the issue to act on those options under specified market conditions. (To learn more about options, read our Options Basics Tutorial .) Example - Call Feature Company A issues a 100 million 5 bonds to the public market the bonds are completely sold out at issue. There is a call feature in the bonds covenants that allows the lender to call (recall) the bonds if rates fall enough to reissue the bonds at a lower prevailing interest rate Three years later, the prevailing interest rate is 3 and, due to the companys good credit rating. it is able to buy back the bonds at a predetermined price and reissue the bonds at the 3 coupon rate. This is good for the lender, but bad for the borrower. Bond Laddering Ladders are one of the most common forms of passive bond investing. This is where the portfolio is divided into equal parts and invested in laddered style maturities over the investors time horizon. Figure 1 is an example of a basic 10-year laddered 1 million bond portfolio with a stated coupon of 5. Dividing the principal into equal parts provides a steady equal stream of cash flow annually. (To learn more, read The Basics Of The Bond Ladder .) Indexing Bond Strategy Indexing is considered to be quasi-passive by design. The main objective of indexing a bond portfolio is to provide a return and risk characteristic closely tied to the targeted index. While this strategy carries some of the same characteristics of the passive buy-and-hold, it has some flexibility. Just like tracking a specific stock market index. a bond portfolio can be structured to mimic any published bond index. One common index mimicked by portfolio managers is the Lehman Aggregate Bond Index. Due to the size of this index, the strategy would work well with a large portfolio due to the number of bonds required to replicate the index. One also needs to consider the transaction costs associated with not only the original investment, but also the periodic rebalancing of the portfolio to reflect changes in the index. Immunization Bond Strategy This strategy has the characteristics of both active and passive strategies. By definition, pure immunization implies that a portfolio is invested for a defined return for a specific period of time regardless of any outside influences, such as changes in interest rates. Similar to indexing, the opportunity cost of using the immunization strategy is potentially giving up the upside potential of an active strategy for the assurance that the portfolio will achieve the intended desired return. As in the buy-and-hold strategy, by design the instruments best suited for this strategy are high-grade bonds with remote possibilities of default. In fact, the purest form of immunization would be to invest in a zero-coupon bond and match the maturity of the bond to the date on which the cash flow is expected to be needed. This eliminates any variability of return, positive or negative, associated with the reinvestment of cash flows. Duration. or the average life of a bond, is commonly used in immunization. It is a much more accurate predictive measure of a bonds volatility than maturity. This strategy is commonly used in the institutional investment environment by insurance companies, pension funds and banks to match the time horizon of their future liabilities with structured cash flows. It is one of the soundest strategies and can be used successfully by individuals. For example, just like a pension fund would use an immunization to plan for cash flows upon an individuals retirement, that same individual could build a dedicated portfolio for his or her own retirement plan. (To learn more, read Advanced Bond Concepts: Duration .) Active Bond Strategy The goal of active management is maximizing total return. Along with the enhanced opportunity for returns obviously comes increased risk. Some examples of active styles include interest rate anticipation, timing, valuation and spread exploitation, and multiple interest rate scenarios. The basic premise of all active strategies is that the investor is willing to make bets on the future rather than settle with what a passive strategy can offer. Conclusion There are many strategies for investing in bonds that investors can employ. The buy-and-hold approach appeals to investors who are looking for income and are not willing to make predictions. The middle-of-the-road strategies include indexation and immunization, both of which offer some security and predictability. Then there is the active world, which is not for the casual investor. Each strategy has its place and when implemented correctly, can achieve the goals for which it was intended. Beta e uma medida da volatilidade, ou risco sistematico, de um titulo ou de uma carteira em comparacao com o mercado como um todo. Um tipo de imposto incidente sobre ganhos de capital incorridos por pessoas fisicas e juridicas. Os ganhos de capital sao os lucros que um investidor. Uma ordem para comprar um titulo igual ou inferior a um preco especificado. Uma ordem de limite de compra permite que traders e investidores especifiquem. Uma regra do Internal Revenue Service (IRS) que permite retiradas sem penalidade de uma conta IRA. A regra exige que. A primeira venda de acoes por uma empresa privada para o publico. IPOs sao muitas vezes emitidos por empresas menores, mais jovens a procura da. DebtEquity Ratio is debt ratio used to measure a company039s financial leverage or a debt ratio used to measure an individual. Slideshare uses cookies to improve functionality and performance, and to provide you with relevant advertising. Se voce continuar navegando no site, voce concorda com o uso de cookies neste site. Veja nosso Contrato de Usuario e Politica de Privacidade. O Slideshare usa cookies para melhorar a funcionalidade e o desempenho e para fornecer publicidade relevante. Se voce continuar navegando no site, voce concorda com o uso de cookies neste site. Consulte nossa Politica de Privacidade e o Contrato do Usuario para obter detalhes. Explore all your favorite topics in the SlideShare app Get the SlideShare app to Save for Later even offline Continue to the mobile site Upload Login Signup Double tap to zoom out Option Based Portfolio Management Strategies Share this SlideShare LinkedIn Corporation copy 2017